Foto Victor Lisanty - Respeite os direitos autorais desta imagem. Se precisar, solicite e enviaremos: contato@espacocristalino.com.br. Obrigada!

quinta-feira, 5 de março de 2009

Obsidianas





É vista como a “Pedra da Verdade”, mas se ela o promove esta verdade é de forma caótica e destrutiva. Recomendo extremo cuidado e atenção com esta pedra, pois sua energia é com certeza perigosa.

Vejamos a Obsidiana desde a sua formação:

Ao entrar em erupção, o vulcão promove um verdadeiro desastre natural derramando sua lava na região ao redor, destruindo e matando literalmente tudo o que tem vida, do micro ao macro, tudo o que estiver no seu caminho. Além deste fato, o vulcão promove com a erupção a Chuva Negra, formada pelos vapores tóxicos de sua explosão, e que irá trazer as mesmas conseqüências à quilômetros de distância do seu raio de alcance, morte e destruição!

A lava que foi expelida, o magma, ao contato com a atmosfera, se resfria rapidamente, o que não permite que suas moléculas se ordenem e se organizem em um sistema de cristalização, o que lhe confere na Cristalografia, a classificação como “Pedra de Caos”. Ora, se uma pedra emana sua energia através da propagação de ondas do sistema de cristalização, a Obsidiana não possuindo este sistema, só poderá propagar sua energia interna de caos!

Toda a criação vibra. Tudo possui uma intensidade que pode ser mensurada, e as pedras possuem padrões vibracionais, freqüências, que são amplamente estudadas, justamente por seu sistema de cristalização. Muito destes estudos são aplicados na indústria, contando com este padrão de repetição de onda. Como exemplo bem fácil de visualizar, temos o antigo relógio a quartzo, aquele que não precisava de bateria ou corda, você se lembra? Internamente, ele possuía uma lâmina de Quartzo em seu sistema Hexagonal, que repetia o primeiro impulso eletromagnético dado na fábrica, e esta onda se repetiria viabilizando o funcionamento do mecanismo do relógio.

O magma que ficou embaixo da terra, que se espreitou por rios subterrâneos de lava, vai se resfriar ao longo de muitos anos, e aí sim, formar as pedras que reconhecemos como favoráveis, com suas moléculas organizadas. Estas, assumem outros vários nomes que conhecemos, ganham classificação pelas 8 famílias dos minerais, dependendo de sua formação e composição.

A Obsidiana, seja de qualquer cor, vibra no Caos. Ela promove o Caos, e se torna porta de saída dos planos espirituais que vibram no Caos, pois esta é a sua faixa vibracional. Minha experiência ao longo de todos estes anos de trabalho, pude ver em muitos casos o que a Obsidiana é capaz de fazer na vida das pessoas. Desde brigas, desentendimentos, alteração do comportamento das pessoas tornado-as mais agressivas, processos espirituais obsessivos, processos de aprendizados pesados que muitas vezes acabam em tragédia, desequilíbrio em todos os aspectos, mortes, enfim, muita “coisa ruim”....

Ela é muito utilizada pela magia negativa, ou por pessoas que se prestam a perder seu precioso tempo nesta encarnação, à fazer mal para os outros. Ela se atrai por pessoas que possuem uma “afinidade” com este lado destrutivo, ou que por algum motivo, vibram no negativo. Ou seja, pessoas que possuem afinidade com este lado, inclusive espiritual, mesmo que não tenham consciência disso, mesmo que acreditem que ela está fazendo o bem, ela consegue “envolver” a pessoa em uma aura de ilusão, fora da realidade, de forma a manter sua preciosa porta aberta. Elas são lindas, sedutoras e apaixonantes, assim como o mito do vampiro...

Lembre-se, na natureza temos o bom e o ruim lado a lado, pois esta é a criação, dual, com polaridades, correspondências. Assim como temos plantas venenosas, animais que possuem venenos fatais, temos pedras que se conectam com esta faixa vibracional também.

Não recomendo seu uso em hipótese alguma. Não recomendo que se coloque esta pedra em ambientes.